sexta-feira, 29 de julho de 2016

Equívoco

Então na rede social, ele me pediu para ser adicionado aos meus contatos. Pelo nome, sabia que provavelmente fosse alguém que eu conhecia, então aceitei.
De fato, era um velho conhecido.
Depois dos cumprimentos de praxe, ele me diz que se lembrou de mim, porque no passado eu tinha feito algo que ele nunca mais esqueceu.
Fiquei entre preocupada e curiosa, porque a amizade das famílias teria sido motivo para eu então, ter tomado cuidados para não ferir ninguém. E ele me sai com a seguinte informação:
"Você me roubou um beijo".
Eu fiquei em estado de choque, porque não me lembrava do beijo e tinha quase certeza que não tinha acontecido, mas há mais de trinta anos, como eu poderia lembrar?
Justifiquei que não me recordava e que devia ter sido brincadeira e esperava que não o tivesse magoado, ao que ele me garantiu que eu o magoei.
Quando perguntei por que o teria magoado, ele atalhou que era porque tinha sido só um beijo.
Eu ri, afinal, deve ter sido bom, já que ele não tinha se esquecido e que eu lamentava, porque de minha parte, realmente não me recordava desse beijo.
Tentei mudar de assunto, mas ele insistia em falar do beijo que realmente eu não me recordava.
Lembrei a ele que na época, ele saía com uma amiga comum e mantinham um relacionamento do tipo namorico, e que se eu tivesse dado o beijo que ele estava dizendo, provavelmente não estaríamos conversando agora, pois teria sido morta por ela. Nós rimos.
Tive que interromper a conversa por meus afazeres e disse que em outro momento a gente conversaria.
No dia seguinte ele me chamou e disse que estava ficando louco, porque realmente não tinha sido eu quem o beijou, mas a nossa amiga! 
Ri aliviada, porque tinha sido muito desconfortável, ele falando de um beijo que eu sinceramente não tinha nem uma vaga lembrança.
Ora, estava esclarecido porque eu não me lembrava do beijo, afinal, ele jamais aconteceu.
Foi um equívoco.

Bom dia!

2 comentários:

Rosa Gandine Hipólito disse...

Talvez ele tenha sonhado com este beijo.
Ou um desejo oculto.
Grande abraço! Helena.

Helena Bertulucci disse...

Será que ele sonhou? Risos... Ou quem sabe foi um desejo secreto? Adorei o comentário! Obrigada, linda Rosa!!!